SETEMBRO AMARELO NA FACULDADE CERQUILHO

Profª Alexandrina Salgado; Profº Gabriel Arruda Burani

 

É sabido que os transtornos mentais são um grande fator de risco ao suicídio, pois em estados mais acentuados de dor e sofrimento, as formas de sentir e interpretar as situações pode estar afetada de modo muito negativo e contribuindo para que a pessoa não enxergue possibilidades, nem mesmo consiga pedir ajuda pois acredita que ninguém poderá ampará-la, orientá-la e ajudá-la a resolver sua problemática. As campanhas de Setembro Amarelo se fazem importantes para a valorização da vida!

Neste momento colocar-se disponível, se antecipar às necessidades que a pessoa tenha, acompanhá-la em situações de resolução de problemas, e acolhê-la será fundamental, considerando que a desesperança, o desamparo e desespero são os sentimentos mais presentes em que cogita morrer. Assim, proporcionar situações nas quais ela possa sentir-se ouvida, apoiada, incentivada naquilo que faz sentido para ela, será um cuidado valioso. Não apenas cobrá-la de buscar ajuda, mas estar junto neste processo.

Hoje, felizmente, podemos contar com serviços públicos e de portas abertas, com profissionais qualificados para atender a população, em momentos de sofrimento, ainda que não apresente um transtorno mental mas que o pensamento de morte possa estar presente, como os Centros de Atenção Psicossocial. Além dos CAPs, temos o Centro de Valorização da Vida (CVV), disponível 24h pelo número 188.

Por fim, abordar o tema do suicídio é pensar sobre a saúde pública, os recursos comunitários e institucionais de prevenção, promoção, e tratamento em saúde; mas também compreender que o sofrimento humano está atravessado pelas condições de exercício da cidadania e acesso às políticas públicas. Em níveis interpessoais, considerar que práticas temos hoje que podem contribuir para o bem-estar coletivo, nas diferentes faixas etárias, e entender que este papel é de todos nós. Criando e colaborando com ambientes que ofereçam segurança psicológica e convivências saudáveis nos diferentes contextos de vida, podendo encontrar e oferecer acolhimento.

A Faculdade Fleming Cerquilho, desde sua fundação, promove campanhas de conscientização da valorização da vida no Setembro Amarelo, já tendo realizado oficinas e atividades para o público interno e a comunidade. Este ano, os alunos do projeto MEI-FAC (Faculdade da Melhor Idade) iniciam a campanha realizando ações de valorização da vida e decoração do espaço comum da faculdade, acompanhados de alunos dos cursos de Enfermagem e Psicologia e durante todas as quintas-feiras deste mês, às 20H15, serão realizadas palestras sobre Transtornos Mentais, Qualidade de Vida, Inteligência Emocional e Saúde Mental pelos alunos-estagiários do 8º Semestre da Psicologia. Atendendo a solicitação de empresas-parceiras, nossos alunos também realizarão estas palestras para o público externo com o objetivo de valorizar a vida. Em tempo, é importante sinalizar que iniciamos o Plantão Psicológico, espaço de escuta e acolhimento para a comunidade interna, visando a saúde mental de alunos, docentes e funcionários. São exercícios diários de empatia e reconhecimento das necessidades do outro que são incentivadas no ambiente acadêmico da FAC.

 

 

 

 

Alunos do MEI FAC iniciando a campanha do Setembro Amarelo.

Posts relacionados

Faça sua pré-matrícula

Fale Conosco

Nós ligamos para você!